Arquivo do mês: outubro 2010

>

Clica e amplia!
Anúncios

>

Clica e amplia!

>Amizade

>


>Tudo depende de mim…

>Hoje levantei cedo
pensando no que tenho a fazer
antes que o relógio marque meia-noite.
É minha função escolher
que tipo de dia vou ter hoje.
Posso reclamar porque está chovendo…
ou agradecer às águas por lavarem a poluição.
Posso ficar triste por não ter dinheiro…
ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças,
evitando o desperdício.
Posso reclamar sobre minha saúde…
ou dar graças por estar vivo.
Posso me queixar dos meus pais
por não terem me dado tudo o que eu queria….
ou posso ser grato por ter nascido.
Posso reclamar por ter que ir trabalhar…
ou agradecer por ter trabalho.
Posso sentir tédio com as tarefas da casa…
ou agradecer a Deus por ter um teto para morar.
Posso lamentar decepções com amigos…
ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer novas amizades.
Se as coisas não saíram como planejei,
posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar.
O dia está na minha frente
esperando para ser o que eu quiser.
E aqui estou eu,
o escultor que pode dar forma.
“Tudo depende só de mim.”

(Charles Chaplin)


>

Clica e amplia!

>O que move você?

>

Ei você, é você mesmo que está lendo isso aqui agora. O QUE MOVE VOCÊ?
Já se fez essa pergunta hoje. Se já fez encontrou alguma resposta? Se não ai vai mais algumas perguntas: por que você vive? Você vive ou simplesmente existe?Você ama?
Opa, difícil não é?
Vou ajudar você a pensar mais um pouco.
Nos dias de hoje muitas pessoas nascem, crescem, algumas se reproduzem e morrem. Inútil isso. A vida é algo completamente sem explicação, sem resposta para qualquer pergunta.
Percebe que você não é ninguém? Pense comigo: o que é um ser humano em um planeta com bilhões de pessoas. Pensando por esse lado, agora você não é ninguém. Fato
Ta bom isso é muito trágico e isso que você está lendo vai fazer algum sentido mais abaixo.
Uma pessoa em meio a bilhões faz a diferença? Faz? Pense de novo… É óbvio que não é.
Então se liga e perceba que você não é ninguém.
Bom agora você deve estar quase convencido que as palavras ditas acima fazem algum sentido. Certo?
Não! Completamente errado! Se você acreditou vamos raciocinar novamente.
Bom, se para bilhões você é insignificante. Reduza essa proporção. Pense no que você representa pra sua família, para seus amigos. Opa! Agora já podemos pensar direito não é?
Tenho certeza que você tem muitos amigos e uma família que se preocupa muito com você.
Certa vez li uma frase que dizia o seguinte: “Para muitos não sou ninguém. Mas para alguns, poucos e bons, faço a diferença”. Reflita essa frase e tente agora achar a resposta: O que move você?
Pensou? Então vamos para um outro ponto.
Você vive ou simplesmente existe? E saiba que um é completamente o oposto do outro.
Você ama, ou apenas retribui o amor que recebe? E uma coisa é o oposto da outra.
Vamos analisar. Pessoas que existem você já leu ali em cima né? Nascem, crescem, talvez se reproduzem e morrem.
Agora um exemplo de pessoas que vivem. Nascem e morrem todos os dias! Percebeu como isso é maravilho?
Imagina você tendo a oportunidade de mudar toda sua rotina todo o dia, mudar a sua vida completamente! É maravilhoso pensar assim.
Pessoas que VIVEM se importam menos aproveitam mais. Você já pensou que se maravilhoso seria se você pudesse viver apenas! Mas infelizmente também existimos. Temos nossos compromissos diários. Porque mesmo a gente não percebendo, temos que existir para viver. Isso é complexo mais inegavelmente prazeroso pensar nisso. Viva, busque a felicidade! Também exista para não passar despercebido pelas pessoas.
E por fim, mas não menos importante. Você ama?
É lógico que você pensou que SIM! Certo? Todo mundo ama, impossível viver sem amar né?
Que isso, impossível nada! É muito possível! Viver sem amar e não viver sem amor.
É, não entenda mal, o objetivo desse texto é exatamente te confundir, te fazer pensar! Faça esse esforço, no fim você vai saber o porque disso.
Faça uma pequena recordação. Você diz mais “Eu te amo” ou escuta mais essa frase? Esse é apenas um exemplo. A partir de hoje AME sem querer algo em troca. Garanto a você que isso será maravilhoso. Como já dizia São Francisco de Assis: “Amar que ser amado…”
Não espere dos outro aquilo que você próprio não tem ou não compartilha.
Bom, já descobriu o que move você?
Espero que você não seja movido pelo mundo, por ‘modinhas’, movido por outras pessoas!
Viva para fazer a diferença, nem que seja apenas para uma pessoa. Mas faça a diferença. Muitos esperam isso de você! E se não conseguir fazer isso… não pense assim… A diferença é feita em coisas imperceptíveis aos olhos, mas muito sensíveis ao coração. Palavras carinhosas, sorrisos, olhares e abraços sinceros fazem toda a diferença! Ponha isso em prática. Lembre-se “Para muitos não sou ninguém. Mas para alguns, poucos e bons, faço a diferença”.
Ame sem querer nada em troca. O amor é muito mas do que um sentimento, ele é uma ação. Você amando vai estar plantando pequenas sementes e logo logo irá colher os frutos.
Se você percebeu lá no começo tem uma pergunta assim: Por que você vive?
Primeiramente viva para você. Viva para quem você ama! Viva para ser feliz… viva para amar! Viva simplesmente por viver, porque a vida é muito importante para não ser bem vivida!
E depois de tudo isso. Tire sua conclusão e pense… “O que me move?”

Por Wender Batista Pereira


>O Cavalo Cego

>

Na estrada de minha casa há um pasto. Dois cavalos vivem lá. De longe, parecem cavalos como os outros cavalos, mas, quando se olha bem, percebe-se que um deles é cego. Contudo, o dono não se desfez dele e arrumou-lhe um amigo – um cavalo mais jovem. Isso já é de se admirar. Se você ficar observando, ouvirá um sino. Procurando de onde vem o som, você verá que há um pequeno sino no pescoço do cavalo menor. Assim, o cavalo cego sabe onde está seu companheiro e vai até ele. Ambos passam os dias comendo e no final do dia o cavalo cego segue o companheiro até o estábulo. E você percebe que o cavalo com o sino está sempre olhando se o outro o acompanha e, às vezes, pára para que o outro possa alcançá-lo. E o cavalo cego guia-se pelo som do sino, confiante que o outro o está levando para o caminho certo. Como o dono desses dois cavalos, Deus não se desfaz de nós só porque não somos perfeitos, ou porque temos problemas ou desafios. Ele cuida de nós e faz com que outras pessoas venham em nosso auxílio quando precisamos. Algumas vezes somos o cavalo cego guiado pelo som do sino daqueles que Deus coloca em nossas vidas. Outras vezes, somos o cavalo que guia, ajudando outros a encontrar seu caminho. E assim são os bons amigos. Você não precisa vê-los, mas eles estão lá.Autor desconhecido…


%d blogueiros gostam disto: